Paysandu Sport Club 
HOMENOTÍCIAS Institucional Dado como perdido, filme inédito do (...)
24 de Abril de 2020

Dado como perdido, filme inédito do Paysandu é resgatado e será exibido em live histórica do clube

Há exatos 17 anos, o Paysandu Sport Club conquistava uma das suas maiores façanhas em um jogo de futebol, ao derrotar o Boca Juniors por 1 a 0, em pleno temido estádio de La Bombonera, em Buenos Aires, na Argentina. A heróica vitória bicolor pela Copa Libertadores da América virou um filme que não chegou a ser concluído, já que parte do material foi perdida no ano da sua produção, em 2012. No entanto, oito anos depois, durante este período de isolamento social por causa do novo coronavírus, o conteúdo foi encontrado, o longa-metragem “La Bombonera é Nossa” finalmente está pronto e em breve será exibido em uma live histórica do Paysandu, que vai mobilizar toda a sua imensa e apayxonada torcida.

Diretor de Marketing do clube na época, o publicitário Alan Rodrigues idealizou o projeto. “A ideia era lançar uma série de filmes, cada um contando um capítulo da história do Paysandu. Eu mesmo ia bancar o primeiro filme e depois íamos lançar vários DVD’s com outras histórias e cada um ia se pagar para gerar receita para o clube”, explicou.

O primeiro filme da série era sobre a vitória em La Bombonera. “Fui para a Argentina em 2012, entrevistei o Carlos Bianchi (técnico do Boca em 2003) e a imprensa argentina. Contei a história até chegar ao jogo, passando pela conquista do título da Copa dos Campeões. O filme resgata isso, um time da Amazônia enfrentando o mega campeão da América. Na época, fizemos um pré-lançamento no Maria Sylvia Nunes. No primeiro jogo depois disso, a gente exibiu algumas imagens na Curuzu. Nunca houve um lançamento oficial, não chegamos a lançar o DVD para vender. O filme nunca foi lançado pronto”, relembrou Alan Rodrigues.

Iarley marcou o gol da histórica vitória bicolor em La Bombonera

Como tem passado mais tempo em casa para se proteger da Covid-19, o ex-diretor bicolor encontrou por um acaso os arquivos que faltavam para concluir o filme. “Agora, fazendo um backup, a produtora me ligou dizendo que tinha achado o resto do material. Eu falei com o Ricardo (Gluck Paul, presidente do clube) e ele teve a ideia de fazer uma grande live no perfil do Paysandu para apresentar o vídeo à torcida. Eu doei o filme para o Paysandu e o clube vai tentar rentabilizar isso aí”, detalhou o publicitário.

O filme La Bombonera é Nossa tem cerca de 70 minutos de duração. Grande parte do documentário foi filmada na Argentina, com depoimentos de torcedores, jornalistas e personagens do jogo. A maioria das imagens jamais foi mostrada ao público. “A ideia era mostrar o tamanho do feito do Paysandu”, finalizou Alan Rodrigues.

Segundo o presidente bicolor, o longa-metragem será exibido em breve na internet. “Hoje é o aniversário daquela partida histórica. Já se passaram 17 anos, sempre relembramos o gol do Iarley nesta data, mas agora vamos conseguir presentear o torcedor de um jeito diferente, com um produto incrível e absolutamente inédito. Sou amigo de infância do Alan e não tenho como agradecê-lo por essa doação, um presente não apenas ao clube, mas à toda nossa imensa torcida e, porque não, a todos os amantes do futebol. Não tenho dúvidas de que com esse conteúdo iremos quebrar a internet promovendo uma das maiores lives do ano, fazendo o Brasil inteiro relembrar o dia em que o maior clube da Amazônia calou um dos maiores templos do futebol mundial”, declarou Ricardo Gluck Paul.

A live histórica que vai exibir o “La Bombonera é Nossa” já começou a ser planejada pelo clube e deverá contar com atrações musicais, revelações sobre os bastidores do documentário, debate ao vivo com atletas que estiveram na partida e, obviamente, a exibição integral do filme inédito que estava perdido.

O Paysandu venceu o Boca Juniors em La Bombonera no dia 24 de abril de 2003, por a 1 a 0. O único gol da partida, a primeira entre as equipes válida pelas oitavas de final da Libertadores, foi marcado por Iarley, aos 22 minutos do segundo tempo.

O filme “La Bobonera é Nossa” se junta ao outro longa-metragem “Paysandú – 100 anos de Payxão” para registrar, por toda eternidade, em lentes cinematográficas, as épicas realizações do Maior Campeão da Amazônia. Aliás, o documentário que conta o centenário do clube é até hoje a produção cinematográfica paraense recordista de bilheteria no Estado.

Texto: Jorge Luís Totti
Imagem: AFP














  • Compartilhe
    o site do Papão

  • Siga no Twitter

    @Paysandu
PATROCINADORES

Alubar Unimed Belém Banpará Drogarias Globo Draft Super Zero Mirella - Farinha de Trigo Trigolino Sky